Potencial hídrico do oeste da Bahia é discutido em Brasília
Publicado em: 06/09/2018

O estudo que pretende quantificar e qualificar as águas superficiais e subterrâneas do oeste baiano foi apresentado à Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), nesta terça-feira (4), em Brasília. Quem discutiu o projeto, já em andamento, foi o presidente da Aiba, Celestino Zanella; o presidente da Abapa, Júlio Busato; e o coordenador da pesquisa e professor da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Everardo Montovani.

Os três se reuniram com dirigentes do órgão para debater a parceria da Companhia à UFV, no sentido de apoiar esta importante pesquisa, cujos resultados parciais apontam uma segurança hídrica para a região continuar a produzir. O estudo conta com o apoio técnico do Institute Water For Food, da Universidade de Nebraska, nos Estados Unidos, um dos estados referência em irrigação com água subterrânea.

O grupo foi recebido pelo diretor presidente da CPRM, Esteves Colnago; pelo assessor da presidência, Paulo Afonso Romano; e pela coordenadora do Departamento de Hidrologia, Alice de Castilho. Aproveitando sua passagem por Brasília, o presidente da Aiba esteve, ainda, na Agência Nacional de Águas (ANA), onde também defendeu o estudo sobre o Sistema Aquífero Urucia.


FONTES: Ascom Aiba / aiba.org.br



<< voltar


Ir para o topo