Oeste da Bahia bate recorde de produção de grãos e fibra na Safra 2017/18
Publicado em: 18/09/2018

Com dados apresentado pelo Conselho Técnico da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) a safra 2017/18 superou as expectativas divulgada nos últimos levantamentos. As culturas de soja e algodão no oeste da Bahia bateram recordes de produção. A safra registrou uma marca histórica ao contabilizar a produtividade de 66 sacas por hectare, em uma área total de 1,6 milhões de hectares cultivados. O balanço representa um incremento de 23,8% em relação à safra passada.

O algodão, considerado o ouro branco, está com colheita praticamente finalizada e já bateu recorde de produção. A região oeste, que concentra 96% da atividade no Estado, estima colher 1,2 milhão de toneladas de algodão em caroço, com um rendimento de fibra acima de 42%, que corresponde a 0,5 milhão de toneladas de plumas. Para esta safra, a média estimada é de 315 arrobas por hectare, tanto para sequeiro quanto para irrigado.

A cultura do milho, mesmo sendo contemplada com boas condições climáticas, tecnológicas e de irrigação, registrou retração de área plantada de 22% se comparada à safra anterior, mesmo assim, bateu recorde de produtividade registrando 180 sacas por hectare. O café, embora a área total se mantenha em torno dos 14 mil hectares, a área efetivamente em produção foi reduzida para 11,306 mil com uma produção de 47 sacas por hectare.

Com as colheitas sendo finalizadas, o produtor rural deve ficar atendo aos prazos do vazio sanitário. O Vazio da soja teve início no dia 1 de julho e será finalizado no dia 7 de outubro. Já o algodão, que está finalizando a colheita, terá o vazio sanitário iniciado na próxima quinta-feira (20).


FONTES: Ascom Aiba / aiba.org.br



<< voltar


Ir para o topo