Novo edital do Fundesis vai destinar R$ 2,5 mi para obras sociais no Oeste da Bahia

Este é o maior investimento do Fundo, em 13 anos de existência. Em um único edital, o montante representa 53% dos valores já destinados.


Publicado em: 05/12/2019

Ano após ano, os produtores do Oeste da Bahia têm melhorado o seu desempenho, aumentando a produtividade dentro de campo. Os bons resultados são refletidos da porteira para fora das fazendas, sobretudo quando o assunto é solidariedade. Cientes do seu papel, a categoria tem ampliado, também, a sua contribuição no Fundo para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável da Bahia (Fundesis), mecanismo criado para desenvolver ações de responsabilidade social na região. Para 2020, o Fundesis anuncia o investimento de R$ 2,5 milhões em obras sociais – maior valor já destinado a financiamento de projetos desde a criação do Fundo, há 13 anos. O aporte está previsto no edital nº 001/2020, que será lançado na próxima segunda-feira (9), às 15h, na sede da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), em Barreiras.

Para concorrer, as entidades sem fins lucrativos devem elaborar o projeto técnico, de acordo com as normas previstas no edital e submetê-lo ao Conselho do Fundesis. O prazo de inscrição vai até o dia 10 de fevereiro de 2020. Após essa fase, as propostas serão analisadas e os projetos selecionados, levando em consideração a relevância social, ambiental e econômica para a comunidade beneficiada. Como faz desde 2006, o Fundo irá financiar projetos de instituições já consolidadas e juridicamente estabelecidas, que atuam nas áreas de saúde, educação, cultura, esporte, inclusão social e digital, agricultura sustentável, preservação ambiental, empreendedorismo e geração de renda.

Podem concorrer aos recursos do Fundesis toda e qualquer organização da sociedade civil constituída há pelo menos três anos que comprove capacidade técnica e experiência na execução de projetos sociais. Cada instituição poderá receber até R$ 80 mil. “O Fundo é fruto de doações voluntárias dos agricultores, destinadas no ato da contratação do financiamento agrícola junto ao Banco do Nordeste, que é o agente catalisador deste processo. E graças ao empenho dos gerentes e à generosidade do agricultor temos registrado, ano após ano, o aumento das contribuições. No último edital destinamos R$ 1,2 milhão, e neste mais que dobramos o valor, o que significa que vamos ampliar também os resultados, ajudando mais entidades e, consequentemente, mais pessoas”, observou Celestino Zanella, presidente do Instituto Aiba, entidade gestora do Fundo.

A coordenadora do Fundesis, Makena Thomé, salientou que esta é uma oportunidade para as instituições melhorarem a qualidade dos serviços prestados ao seu público alvo. Segundo ela, antes de montarem o projeto, as entidades devem ler atentamente o edital, a fim de conhecer as regras. “Os financiamentos têm como base o valor estipulado no projeto apresentado. Além do aporte doado pelo Fundesis, a entidade beneficiada deve entrar com uma contrapartida de até 20% do valor total do projeto inscrito”, salienta.


FONTES: Ascom Aiba / aiba.org.br



<< voltar


Ir para o topo