Dólar forte e menor disponibilidade interna elevam preços do trigo no Brasil
Publicado em: 17/03/2020

Em um cenário de baixa oferta interna e de dólar elevado, os preços domésticos do trigo em grão seguem firmes. O aumento expressivo da moeda norte-americana limitou ainda mais as importações do cereal – nessa segunda-feira, 16, o dólar fechou a R$ 5,03, valorização de 6% frente à segunda anterior.

Segundo colaboradores do Cepea, com vendedores retraídos e firmes em suas ofertas, a liquidez doméstica está baixa.

Do lado da demanda, compradores com necessidade de estoques enfrentam dificuldades em encontrar lotes.

No mercado de derivados, as cotações das farinhas seguem em alta, influenciadas pela sustentação no preço do trigo e pela valorização do dólar.

Conforme colaboradores do Cepea, nota-se leve aumento na demanda por esse derivado e a manutenção dos preços em algumas regiões.

Para o farelo de trigo, a falta de chuva nas pastagens do estado de Santa Catarina favoreceu as vendas, especialmente para criadores de gado.

Do Cepea


FOTO: Embrapa
FONTE: agroemdia.com.br



<< voltar


Ir para o topo