Curso de “Pragueiro” capacita profissionais para atuar nas propriedades rurais do oeste da Bahia
Publicado em: 14/08/2017

O Programa de Desenvolvimento da Agropecuária (Prodeagro) em parceria com o Instituto Aiba, Associação Nacional de Defesa Vegetal (Andef) e Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras/Senar, realizou, pela segunda vez, o Curso de Identificação e Monitoramento de Pragas, entre os dias 07 e 11 de agosto, nas dependências da Fazenda Modelo, em Barreiras. O curso pretende, além de qualificar para a função de monitor de praga, atender a demanda de contratação nas propriedades rurais do oeste da Bahia.

O “pragueiro” é um dos profissionais mais procurados pelas fazendas. Sua função é monitorar as lavouras identificando, o quanto antes, possíveis pragas e, dessa forma, diminuir custos com os defensivos agrícolas através do manejo integrado. Pensando nesta procura, Thiago Lopes, 19 anos, formado em Técnico em Agropecuária, viu no curso uma maneira de se qualificar e conseguir o seu primeiro emprego. “O meu objetivo, fazendo esse curso, é arranjar uma vaga em alguma das fazendas da região já para esta próxima safra”, ressaltou ele.

Nas aulas teóricas e práticas, os alunos conheceram e aprenderam a identificar as principais pragas que acometem a região. Nesta turma, além de técnicos formados, muitos estudantes das universidades locais que cursam o último ano de agronomia participaram do curso. Entre eles, uma professora e dois alunos da Universidade Federal do Oeste da Bahia (UFOB) do campus da cidade de Barra, que foram convidados pelos organizadores do curso.

“Eu sou do sudoeste da Bahia, e lá não tem soja, algodão ou milho, portanto, essas culturas são novas para mim. O curso me deu um melhor conhecimento sobre as pragas da região oeste para que eu possa passar isso para os meus alunos na Barra”, destacou a professora de entomologia da Ufob, Ana Ribeiro.

Com as fazendas cada vez mais digitais, a novidade para esta segunda turma foi a aula de tecnologia aplicada no manejo de pragas, ministrada pelo professor Alexandre Fachinello, que apresentou um aplicativo para IOS chamado Farmbox para as culturas de soja, milho, algodão, feijão, cana de açúcar e café. Com o aplicativo é possível monitorar e saber a hora certa da aplicação de produtos para combater as pragas que possam atacar a lavoura que está sendo examinada. “O app traz praticidade e agilidade para o “pragueiro” e o produtor rural”, destacou Fachinello.

Para o superintendente do Instituto Aiba, Helmuth Kieckhöfer, o objetivo do curso vai além da capacitação profissional, “mostra a diversidade da região através de suas culturas, suas particularidades e os desafios que os profissionais daqui e de fora, como os estudantes convidados da Barra, terão caso venham trabalhar no oeste baiano”, lembrou ele.

O curso foi ministrado por professores doutores e profissionais de referência na área de defesa vegetal de vários locais do Brasil. Após a conclusão, os participantes receberam um certificado e os interessados serão cadastrados no banco de talentos do Sindicato dos Produtores Rurais de Barreiras.


FONTES: Ascom Aiba / aiba.org.br



<< voltar


Ir para o topo