Bahia Farm Show 2018 é oficialmente lançada em Salvador
Publicado em: 29/11/2017

O público da capital conheceu, em primeira mão, as novidades que aguardam a 14ª edição da Bahia Farm Show, que acontecerá daqui a seis meses, em Luís Eduardo Magalhães. Foi em Salvador que a maior feira de tecnologia agrícola e de negócios do Norte e Nordeste e a segunda do País foi oficialmente lançada, durante a Feira Internacional da Agropecuária (Fenagro).

Em uma cerimônia que reuniu autoridades, expositores, produtores rurais, representantes do governo e de instituições financeiras, o público da capital pôde conhecer mais sobre o evento que acontecerá entre os dias 29 de maio a 02 junho de 2018.

De acordo com a coordenadora da Bahia Farm Show, Rosi Cerrato, as expectativas para a próxima edição são as melhores possíveis, visto que a Feira tem um histórico de crescimento ano após ano. “Nossa feira, que já tem destaque no cenário regional e nacional, agora está tomando proporções internacionais. No ano passado já tivemos alguns expositores estrangeiros, que nos procuraram em função da credibilidade da nossa marca. Agora, formos surpreendidos pelo grato convite, oriundo do governo, para levarmos à Bahia Farm Show o salão de consulados, tendo representações de vários países. Isso, sem dúvida, agrega valor ao nosso evento”, anunciou.

Nas duas últimas edições, a Bahia Farm Show superou a marca de R$ 1 bilhão de reais em volume de negócios. A expectativa é manter as cifras no próximo ano, a fim de continuar figurando entre os três maiores eventos do setor no País.

Para o presidente da Aiba e da Bahia Farm Show, Celestino Zanella, os números alcançados refletem a força do agronegócio do oeste da Bahia. Além do montante faturado, o evento registrou a presença de mais de 63 mil visitantes durante os cinco dias. Dezenas de palestras, workshops, debates e fóruns integraram a palestra de programação e enriqueceram os participantes.

“A nossa feira tem para a nossa região a mesma importância que a Fenagro tem para Salvador. E a intenção é que levemos para lá algo tão grandioso em termo de pecuária como o que vimos aqui, pois a integração entre a agricultura e a pecuária é uma tendência mundial. Tudo é agro. É uma feira de conhecimento, de encontros e, claro, de bons negócios para o agricultor”, comentou o presidente da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e da Bahia Farm Show, Celestino Zanella.

Segundo ele, a seis meses do evento, a organização já contabiliza quase 70% dos espaços ocupados na área do parque e 100% no galpão coberto. Para 2018, são esperados mais de 200 expositores e 700 linhas de produtos e serviços expostos, levando soluções e tecnologias para o pequeno, médio e grande produtor. “A agricultura não é uma questão de tamanho e sim de escala. Não importa o tamanho da área plantada, mas a qualidade dos produtos. E é lá na feira que os produtores vão buscar os subsídios que garantem essa qualidade”, pontuou, se referindo a sementes, fertilizantes, equipamentos, softwares, maquinários, veículos e os demais insumos necessários.

Entre os expositores estão seis instituições financeiras que levarão linhas de financiamentos atrativas e taxas reduzidas para o produtor rural continuar fazendo bons negócios.

O secretário de Agricultura do Estado, Vitor Bonfim, destacou a importância do agronegócio para a economia nacional. “É o segmento que mantém a nossa balança positiva. Realizar uma Feira desse porte em uma cidade do interior baiano é muito interessante, pois gera emprego direto e indireto, além de trazer ao produtor rural tudo que ele precisa. Antes da Bahia Farm Show os agricultores precisavam ir a outros estados e até outros países para conhecer as tecnologias mais modernas aplicadas no campo. Agora, elas vão até eles”, pontuou.

A Bahia Farm Show é organizada pela Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba), com o apoio da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), Fundação Bahia, Associação dos Revendedores de Máquinas e Equipamentos Agrícolas do Oeste da Bahia Ltda. (Assomiba) e Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães.

FOTOS: Heckel Junior/Ascom Seagri
FONTES: Ascom Aiba / aiba.org.br



<< voltar


Ir para o topo