Bahia está entre os dez maiores produtores nacionais de milho

Banco do Nordeste destinou mais de R$ 1 bilhão para a atividade em 2022, sendo R$ 300 milhões somente na Bahia


Publicado em: 16/09/2022

Pesquisa realizada pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene) indica boas perspectivas para a cultura do milho para a região. Na safra 2021/2022, a produção regional do grão deve alcançar 11 mil toneladas, o que representa crescimento de 25% em relação ao período anterior. Bahia, Maranhão e Piauí encabeçam o ranking de produção do milho na Região, figurando também entre os 10 maiores produtores no país.

Demanda aquecida e clima e relevo favoráveis explicam o desempenho dos estados nordestinos, bem como os financiamentos destinados à atividade. Nos primeiros sete meses do ano, o Banco do Nordeste (BNB) contratou mais de R$ 1 bilhão em operações de crédito para milhocultura, sendo R$ 300 milhões somente para a Bahia.

A instituição dispõe de várias linhas de crédito para produtores, um dos três cereais mais cultivados do mundo. O banco também participa do Plano Safra, atendendo produtores rurais de todos os portes, da agricultura familiar ao agronegócio, em sua área de atuação, que abrange a região Nordeste e parte de Minas Gerais e Espírito Santo. Entre as linhas de crédito disponíveis estão o Pronaf, FNE Rural, FNE Irrigação, FNE Sol, FNE Agro Conectado e outras. (bahia.ba)


FOTO: Divulgação / Assessoria Faeb
FONTES: Imprensa Abrapa / aiba.org.br



<< voltar


Ir para o topo