Aiba e Abapa levam Educação ambiental às comunidades de Rio de Pedras e São Vicente

As localidades rurais sediaram as primeiras oficinas ambientais focadas em recuperação e preservação de nascentes


Publicado em: 16/09/2019

Identificar para poder preservar e recuperar os nascedouros que dão vida aos rios do Oeste da Bahia. Esse é o objetivo das oficinas educativas realizadas nas comunidades ribeirinhas, através do projeto de recuperação de nascentes na região – uma ação conjunta da Associação de Agricultores e Irrigantes da Bahia (Aiba) e Associação Baiana de Produtores de Algodão (Abapa).

As primeiras comunidades a receberem as equipes técnicas da Aiba e do Parque Vida Cerrado foram Rio de Pedras e São Vicente, entre os dias 10 e 12 de setembro. Os encontros, que visam disseminar práticas sustentáveis, reuniram cerca de 50 pessoas em cada oficina, possibilitando aos participantes planejar ações sustentáveis para o desenvolvimento social e econômico da região.

“A proposta de educação ambiental, dentro do projeto recuperação de nascentes, culminou com as comemorações da semana do Cerrado, no município de Barreiras. E como resultado de muita dedicação, foi possível aproximar as comunidades ribeirinhas, de acordo com as necessidades de conduções de ações sustentáveis, envolvendo cuidados com o uso da água, gestão de resíduos e a necessidade de preservar as nascentes”, afirma o analista ambiental da Aiba, Sérgio Pignata.

Uma das idealizadoras do Projeto, a diretora de Meio Ambiente e Irrigação da Aiba, Alessandra Chaves, reforça a relevância desses encontros. “A educação é um importante agente transformador. Vale ressaltar que as oficinas têm como premissa transferir conhecimento e trocar informações de maneira simultânea, pois juntos podemos adotar práticas cada vez mais sustentáveis, levando em consideração as especificidades encontradas na região Oeste da Bahia”, ressalta Alessandra.

Para o agricultor Jaime Pimenta, morador da comunidade de São Vicente, o evento evidencia o esforço do produtor rural e das equipes técnicas para promover a troca de experiências e também para fomentar a adoção de boas práticas. Na sua avaliação, a oficina inseriu a população na discussão sobre boas práticas, introduzindo a educação ambiental entre os moradores. “O produtor rural está sempre pensando nas pequenas comunidades, seja em trocar experiência ou em motivar. As ações implantadas pela Aiba aqui na localidade nos beneficiam. Hoje, graças a esses encontros e agora a essas oficinas, nós aprendemos a zelar do que possuímos: o meio ambiente em sua totalidade”, finaliza Pimenta.

O projeto de recuperação de nascentes conta com o apoio do Parque Vida Cerrado, da Prefeitura de Barreiras, do Instituto Brasileiro de Algodão (IBA) e do Instituto Aiba. A proposta é que as oficinas ocorram mensalmente, em diferentes municípios da região Oeste, para que essas ações sustentáveis reforcem, através do cuidado com áreas de preservação, a adoção de boas práticas do uso do solo e da água. A próxima edição ocorrerá até o início de outubro.


FONTES: Ascom Aiba / aiba.org.br



<< voltar


Ir para o topo