ADAB alerta produtores e empresas sobre venda ilícita do produto BEM-MAX 25G na Bahia

Publicado em: 18/09/2017

Devido às recorrentes denúncias, ao exercício de fiscalização e a instrução para produtores e empresas, a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB), adverte todo o setor produtivo sobre o uso e comercialização de agrotóxicos, referente à divulgação e venda ilícita do produto BEM-MAX 25G, no Estado da Bahia.

“Recebemos diversas denúncias, recentemente, por este órgão. Reiteramos que não há legislação estadual vigente que autorize a circulação e o uso no Estado da Bahia e que as empresas que desejam realizar a revenda de agrotóxicos, devem, obrigatoriamente, realizar cadastro junto à Coordenação de Registro e Fiscalização – CORFI/ADAB, sob pena de interdição e multa” ressaltou a diretora de Defesa Sanitária Vegetal (DDSV) da ADAB, Rosângela Schettini Knupp.

Este produto, à base de Benzoato de Emamectina, foi autorizado para comercialização apenas no Estado de Goiás, através da Instrução Normativa n° 03/2016.

É válido salientar que em decorrência da renovação do estado de emergência fitossanitária para a Helicoverpa armigera no Estado da Bahia referente à safra 2017/2018, as únicas empresas credenciadas junto a esta Agência e que possuem autorização para comercialização de defensivos à base do Benzoato de Emamectina são a Ouro Fino Química Ltda., CCAB Agro Ltda., Syngenta Proteção de Cultivos Ltda. e Macroseeds Indústria e Comercio de Insumos Agrícolas Ltda.

Em caso de denúncia, a ADAB solicita que entre em contato através da Ouvidoria, tanto pelo site www.adab.ba.gov.br ou pelos telefones: (71) 0800 284 0011 e 3116 8474.


FONTES: Ascom Adab / aiba.org.br



<< voltar


Ir para o topo