8ª edição da Operação Safra inova com lançamento de aplicativo

No evento foi apresentado o aplicativo que vai dar suporte às rondas especiais


Publicado em: 24/09/2021

A Operação Safra 2021/2022 foi lançada, na manhã desta quinta-feira (23), na Base Avançada (Bavan) do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar da Bahia, em Barreiras. A iniciativa, que entra na 8ª edição, conta com a participação de oito unidades da PM baiana, para reforçar a segurança nas regiões produtivas, criando um cinturão de proteção com reflexos diretos na redução de crimes também nas áreas urbanas.

Para o presidente da Aiba, Odacil Ranzi, essa iniciativa “criou uma corrente humana, formada por policiais bem treinados e corajosos, com o apoio dos produtores rurais. Uma união que trouxe paz para o campo e a cidade, reduzindo, quase a zero, os mega assaltos e outros atos cometidos contra as propriedades rurais, e influenciando na queda dos índices de crimes urbanos, como roubo a banco”. O dirigente destacou, ainda, o caráter inteligente da Operação, que alia repressão e prevenção, criando uma ampla frente de combate ao crime organizado na área.

O secretário de Segurança Pública da Bahia, Ricardo César Mandarino, que esteve presente no evento representando o governador, falou sobre essa ação realizada no Oeste baiano, que já é referência nacional. “A operação leva policiamento aos locais mais distantes, ampliando significativamente o patrulhamento rural. É uma programação que beneficia não só o produtor, mas, aproximadamente 500 mil pessoas que moram nesses municípios”, explicou.

Com atuações técnicas e especializadas, as guarnições atuam sob o regime de revezamento nas rondas e intervenções. Os produtores rurais disponibilizam alojamento para as equipes, quando o trabalho se estende até o turno da noite.

“O sucesso crescente da Operação Safra é visível, a cada ano, por conta da redução drástica das estatísticas. Por isso estamos aqui, juntos, para levar mais segurança à comunidade local, e fortalecer ainda mais essa parceria de quase uma década. A PM/BA é uma força a serviço do cidadão, que atua em parceria com setores da sociedade civil”, ressaltou o comandante geral da PM Coronel Coutinho.

Desde 2014, a Operação Safra realizou mais de 25 mil visitas em propriedades, estreitando a relação entre a segurança pública e o produtor rural. A ação apresenta dados relevantes, como: a prisão de 170 pessoas em flagrante, 250 armas de fogo retiradas de circulação e mais de 20 cargas recuperadas.

“Esse trabalho, além de proporcionar segurança física, possibilita a defesa sanitária e vegetal da região. E nós, temos, aqui no oeste baiano, um exemplo da união entre o setor produtivo e o governo, em busca de melhorias para os moradores de áreas agrícolas”, comentou o diretor geral da Adab, Oziel Oliveira.

A evolução da Operação Safra também se observa no quesito ‘tecnologia’. Os policiais vêm utilizando Veículos Aéreos Não Tripulados (Vant), conhecidos como ‘drones, para localização de alvos e monitoramento de áreas. O coordenador da Operação Safra, Luiz Stahlke, informa que, nesta edição, a novidade é um aplicativo para celular, que funciona em Android e iOS. “Para essa tecnologia, a Aiba investiu cerca de R$ 180 mil reais. Com ele o patrulhamento será mais eficiente e a resposta será mais rápida para os produtores, em relação às ocorrências”, relatou. Segundo ele, o dispositivo vai oferecer, ao comendo de policiamento, em tempo real, informações para a tomada de decisão.

Além das comitivas da Aiba e da Polícia Militar, participaram do evento: Júlio Cézar Busato, presidente da Abrapa; João Carlos Jacobsen Filho, diretor da Abapa; Zirlene Zuttion, presidente da Fundação Bahia; coronel Adson Marchesini, comandante geral do Corpo de Bombeiros da Bahia; coronel Osival Cardoso, comandante do CPRO; delegado titular da 11ª Corpin, Rivaldo Luz; Emerson Cardoso, vice-prefeito de Barreiras; e os deputados estaduais, Antônio Henrique Jr. e Jusmari Oliveira.


FONTES: Ascom Aiba / aiba.org.br



<< voltar


Ir para o topo